Está aqui

Projecto do arquitecto português Álvaro Fernandes Andrade, o Centro de Alto Rendimento de Remo do Pocinho, revela-se um edifício de multi-linearidade branca e sinuosa que serpenteia através do vale do rio Douro. Situa-se num local classificado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. O centro de remo é parcialmente escondido no subsolo e foi projectado para minimizar o seu impacto sobre a paisagem circundante. Construído para preparar e formar atletas de alta competição, a estrutura angular branca estende as suas exigentes necessidades programáticas através de edifícios monolíticos de complexa irregularidade geométrica.

O Centro de Alto Rendimento de Remo do Pocinho encontra-se dividido em três zonas distintas: a primeira contém os espaços comunitários e sociais localizadas na parte superior da encosta; a segunda zona é composta de 130 dormitórios de alojamento; enquanto que o terceiro é composto pelas instalações de treino. A interligar estas 3 zonas, foi construído um corredor que serpenteia os socalcos do espaço envolvente aos edifícios.

A totalidade da estrutura que dá forma ao edifício social, de treinos e ao corredor de acesso, foi materializada em estrutura metálica. Foram utilizados perfis metálicos laminados a quente e perfis metálicos enformados a frio, tendo sido utilizadas as melhores e mais recentes técnicas construtivas. A complexidade da geometria dos edifícios, diversidade de planos de cobertura e de fachada, aliado à qualidade de execução que este projecto exigia, revelaram-se um agradável desafio em termos de preparação e construção da obra, que foi considerado um êxito de forma unânime. 

Peso total: 225 ton.
 

Fotografia: © FG+SG - Fernando Guerra, Sergio Guerra

Áreas de Negócio
Intervenção
Estrutura metálica
Arquitectura
Álvaro Fernandes Andrade
Engenharia
A400

© 2020 O FELIZ. All rights reserved.

Images